Senso (in)comum

06 novembro 2006

Em Missão... para sempre!


Antes de tentar escrever quaisquer palavras de reflexão sobre a tragédia que caiu sobre a Leiga Idalina Gomes, gostaria de citar as seguintes palavras bíblicas em homenagem sentida e vivida a esta jovem missionária:
«Vós sois a luz do mundo! Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende a candeia para a colocar debaixo do alqueire, mas sim em cima do velador, e assim alumia a todos os que estão em casa. Brilhe a Vossa luz diante dos homens, de modo que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem vosso Pai, que está nos Céus.» (Mat. 5, 13-16)
Neste sentido, Idalina, a vida que entregaste não foi em vão. Cumpriste a tua Missão... a Missão do Pai! Certamente, neste momento, estás junto Dele!
Tenho o privilégio, assim o considero, de ter tido um percurso muito ligado à vida missionária. Desde muito novo que cresci, e tive um percurso de formação voltado para o que é ser um missionário. Sendo antigo seminarista dos Missionários do Espírito Santo, fui passando estes anos ouvindo histórias e testemunhos de missão que me envolveram e fascinaram pela riqueza humana e espititual que continham, e que muito me incentivaram para também eu, um dia, dar de mim aos outros.
A triste notícia que a todos hoje nos chocou, faz-nos pensar sobre o significado da vida, do rumo que tomamos, dos objectivos que assumimos, da realidade que vivemos... Confesso, que não é fácil "digerir" e ter um pensamento humano em momentos em que existe um desrespeito tão grande pelo próximo, e pela vida. Penso, na minha humilde opinião, que é aqui que entra a Fé... só a Fé. Por isso, hoje, eu trago comigo uma indignação profunda, uma tristeza bem vivida e sentida, mas acima de tudo, e por muito frio que isto possa parecer, a Missão do Pai continua. E é neste continuar a acreditar, neste compromisso ad gentes para com os mais necessitados, para com aqueles que ainda não conhecem Cristo e a Sua Mensagem, que vale a pena continuar a Missão, porque é também assim que a partida da Idalina, e a de tantos outros missionários não foi em vão.
Os Leigos para o Desenvolvimento tiveram hoje o seu primeiro Mártir em Missão, para eles tambem eu deixo a minha mensagem de conforto e alento. É também para eles que eu deixo esta mensagem:
Quem conhece a alegria do encontro com Cristo não a pode conservar fechada dentro de si, deve irradiá-la. É preciso ir ao encontro daquela invocação não expressa do Evangelho que se levanta de todas as partes do mundo, como certa vez chegou ao apóstolo Paulo durante a sua segunda viagem: «Passa a Macedónia e vem ajudar-nos!».
Até sempre Idalina!

17 outubro 2006

O Tigre e a Neve


Mais um excelente filme do grande actor e realizador italiano Roberto Benigni.
Confesso que nem sempre o produto final dos filmes alternativos é sinómino de qualidade pura. Muitas vezes é moda olharmos para esta "estirpe" cinematografica e acharmos o máximo apenas porque é bom e ultra chic. Existe por aí tanta treta que não interessa! Bom, mas a verdade é que Benigni já nos habituou à excelência das suas longas metragens. Uma vez mais ele consegue transmitir na tela o sentimento do amor de uma forma intemporal, leve, harmoniosa, pura, e sem rondar o foleiro. É uma história da entrega e dedicação de uma pessoa à outra, de uma forma arrojada, mostrando-nos que os verdadeiros gestos de dedicação não são premeditados.
Vale a pena ver este filme!

24 junho 2006

Cheguei á Blogoesfera!

Viva amigos.
Pois é, a partir de hoje existe mais um bloger português para reclamar, criticar... e azucrinar a cabeça a muita gente.
Espero conhecer e conversar com muitos companheiros destas lides.

Cumprimentos a toda a malta da blogoesfera.

Rafael